If I open my heart?
A paixão nasce da ignorância: quanto menos sei sobre você, e mais eu quero saber, mais vulnerável eu fico.
“Ela é linda. Ela é linda sempre. Ela é linda, de qualquer jeito. É isso, ela é linda demais. Espera, já disse que ela é linda? Pô, ela é toda linda.”
Obviously, I love you.  (via segredou)





“A solução, decidi, era não pensar. Mas como se faz para parar de pensar?”
Charles Bukowski. (via segredou)

“Eu continuava falando:
vai passar, babaca,
tudo passa,
é tudo uma piada
rindo da sua cara.”
Charles Bukowski. (via segredou)

“Sou egoísta, gosto de ver televisão sozinha, sem ninguém falando junto. Sou chata, não gosto de dividir banheiro com ninguém. Sou espaçosa, bagunço as minhas coisas. Preciso da solidão pra ler, pra olhar para o teto, pra tirar ponta dupla do cabelo, pra fazer as unhas, pra pensar em tudo, pra fazer nada. Preciso da solidão pra ser eu mesma. Pra fazer alongamento, rir de mim, chorar comigo.”
Clarissa Corrêa.      (via segredou)

“Saudade de alguém, é de um alguém que não vai ler isso. Portanto se você está lendo essa mensagem, saiba que não é de você que estou sentindo saudades.”
Caio Augusto Leite.           (via segredou)

“Voltei pra cama e abracei o travesseiro. E continuei pensando em como tudo era bom. Em como tudo era pra ser bom. Aí veio uma lágrima. E outra, outra, outra. Inevitável.”
Clarissa Corrêa.    (via segredou)

“Lá vai você, fingindo que não se importa, fingindo que não sente.”
The Vampire Diaries.   (via segredou)


Um professor de Filosofia entra na sala de aula, põe a cadeira em cima da mesa e escreve no quadro: “Provem-me que esta cadeira não existe”. Apressadamente, os alunos começam a escrever longas dissertações sobre o assunto. No entanto, um dos alunos escreve apenas duas palavras na folha e entrega-a ao professor. Este, quando a recebe, não pode deixar de sorrir depois de ler: “Que cadeira?”



“Não sou grossa. Bom, eu sou. Mas não tanto, me entende? Também sou doce, e carinhosa. Sei que sou chata também, mas também sou legal. Só enxergar. Sou uma pessoa boa, porém mal. Entende? Minha grosseria, minha ignorância, minha chatice, é só uma forma de me proteger. Desculpa, mas cansei de pessoas que marcam e depois vão embora. Por medo de partidas, tem gente que não deixa as pessoas se aproximarem, e eu sou assim. Mas no fundo, eu imploro por pessoas novas, que me amem. Você me entende?”
Camilla Ellen.  (via segredou)

THEME